quinta-feira, 19 de maio de 2011

Para relembrar Leonardo - Os templos da historia de Agrigento (Sicilia)


Ola passengers !

Em 19 de Maio 2009 faleceu um grande amigaço dos meus pais, Leonardo, ele era siciliano e tinha emigrado tal como muitos lusos nestes tempos difficeis para viver uma existencia mais confortavel com a sua familia no sul da França.
Leonardo, como muitos portugueses em França, trabalhava na construção de casas, vivendas e até apartamentos de varios pisos. Ele tinha adquerido este saber em Sicilia, uma ilha Italiana rica de acontecimentos historicos com a ocupação militar de varias civilizações que lutaram para o seu dominio.
Então para o relembrar em 2011, decidi publicar este bilhete electronico com imagens do vale dos templos em Agrigento e o relato de um acontecimento historico que ele me contou quando eu trabalhava com ele durante o verão de 1983...
A batalha de Agrigento
A batalha de Agrigento (Sicília, 261 a.C.) foi a primeira batalha da Primeira Guerra Púnica e o primeiro confronto militar de grande escala ocorrido entre os cartagineses e os romanos. A batalha aconteceu após um extenso cerco iniciado em 262 a.C. e resultou, com a vitória romana, no controle de Roma sobre a Sicília.
Em 288 a.C., os Mamertinos, mercenários italianos, ocuparam a cidade de Messina, localizada numa região a nordeste da Sicília, matando todos os homens e tomando as mulheres como suas esposas. A partir daí, eles passaram a atacar e pilhar os campos e se tornaram um problema para a cidade independente de Siracusa. Quando Hierão II, de Siracusa, chegou ao poder, em 265 a.C., ele decidiu tomar uma atitude definitiva contra os Mamertinos e sitiou Messina. Os Mamertinos pediram ajuda aos dois Estados que, anteriormente, haviam lutado juntos contra Pirro: Cartago e Roma.

Interessados em ter controle sobre a ilha fértil da Sicília, Cartago e Roma enviaram exércitos para a área. Para os romanos, que não possuíam uma sólida frota militar até aquele momento, foi o primeiro envolvimento em uma campanha fora da Itália. Logo, o problema envolvendo Messina foi esquecido e o fato de que havia uma rivalidade entre estas duas potências, com o caso de Siracusa "esquecido" algum lugar entre elas, se tornou evidente. Nos anos seguintes, ocorreram poucos conflitos entre os exércitos, com os dois oponentes testando o terreno e aprendendo como manobrar e desenvolver táticas na região montanhosa da Sicília.
Após esta batalha (a primeira entre quatro batalhas travadas em terra durante a Primeira Guerra Púnica), os romanos ocuparam Agrigento e venderam a toda a população como escravos. Os dois cônsules foram vitoriosos, mas, devido à fuga de Gisco, provavelmente não foram aclamados com triunfos quando retornaram.

Após 261 a.C., Roma passou a controlar a maior parte da Sicília e e garantiu uma fértil fonte de cereais para uso próprio. Além do mais, sendo esta a primeira batalha de grandes proporções travada em um território fora da Itália, esta vitória deu aos romanos mais segurança para buscar possíveis interesses além-mar.

domingo, 1 de maio de 2011

Dia da máe (2011) - Memento de imagens da Fanadia por Alice


Ola Passengers !
Para concretizar este dia tão importante para os seres que nos amam, criei um novo podcast para o Dia das Mães. Muitas Felicidades a todas elas...
FELIZ DIA DA MÃE - AMO-TE MUITO...
A ideia do conceito surgiu pela primeira vez em 2009 quando usei o texto da historia de Anna Jarvis (Ler a reportagem numerica), um som fornecido pela tecnologia YouTube e imagens de realizações infanteis sobre o tema do dia da mãe para animar um clipe no ambito de oferecer a minha querida « maman » uma prenda a traves da internet...
Em 2011, decidi repetir este tipo de prenda electronica com a criação de um novo clipe produzido a partir de imagens realizadas no Fanatequilla Kafé e em Fanadia pela sua camera fotografica durante o ano 2010.
ORIGEM DO DIA DA MÃE
O Dia das Mães também designado de Dia da Mãe teve a sua origem no princípio do século XX, quando uma jovem norte-americana, Anna Jarvis, perdeu sua mãe e entrou em completa depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a ideia de perpetuar a memória da mãe de Annie com uma festa. Annie quis que a homenagem fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas. Em pouco tempo, a comemoração e consequentemente o Dia das Mães se alastrou por todos os Estados Unidos e, em 1914, sua data foi oficializada pelo presidente Woodrow Wilson: dia 9 de Maio.

Dados Históricos: A mais antiga comemoração dos dias das mães é mitológica. Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos deuses.

O próximo registro está no início do século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães. Era chamado de "Mothering Day", fato que deu origem ao "mothering cake", um bolo para as mães que tornaria o dia ainda mais festivo.

Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada em 1872 pela escritora Júlia Ward Howe, autora de O Hino de Batalha da República.

No Brasil, em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data no segundo domingo de maio. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.

Em Portugal, o Dia da Mãe é celebrado no primeiro domingo de Maio.

Em Israel o Dia da Mãe deixou de ser celebrado, passando a existir o Dia da Família em Fevereiro.

Os mais lidos em WEB 2.0

Google+ Followers