sexta-feira, 22 de maio de 2009

Dia da Espiga (2009) - Alice anima a festa em Fanadia com 105 pessoas no Fanatequilla Kafé


Ola passengers !

FANATEQUILLA KAFÉ : 105 PESSOAS ACOLHIDAS NO DIA DA FESTA DA ESPIGA EM FANADIA

O recorde de 100 pessoas estabelecido em 2008 foi este ano ultrapassado de 5 unidades que se juntaram na caminhada de uma hora a volta da aldeia de Fanadia este ultimo 21 de Maio 2009.

O grupo de marchadores liderado pela Donna Carolina (97 anos) foi apanhar a espiga durante este dia lindo e cheio de sol no fim de criar os famosos ramos de flores que foram exibidos no final do evento ao pé do largo da Igreja de São Sebastião.

Depois de toda uma tarde passada a marchar, cantar e partilhar este momento doce que a vida no campo sabe ainda oferecer aos seus utentes, o grupo dirigiu-se no estabelecimento Fanatequilla Kafé que organizou este evento e ofereceu um lanche em forma de ''Buffet'' a todos os seus participantes. Obrigado a todos pela sua participação.
Origem e enquadramento do evento

A Festa da Espiga em Salir teve início no dia 23/05/1968, organizada pela Junta de Freguesia, mais propriamente, pelo Sr. José Viegas Gregório, Presidente da Junta nesse ano e uma das figuras mais carismáticas de Salir.

A Freguesia de Salir, uma das maiores de Portugal, possui um vasto número de manifestações tradicionais que durante este dia são dadas a conhecer ao grande público, através do desfile ( cortejo etnográfico ) que é o seu ponto mais alto.

A Quinta-feira da Ascensão, que marca o final do ciclo dos quarenta dias, inaugurado com a Páscoa, compreende, além das cerimónias religiosas da liturgia cristã, certas práticas específicas e tradicionais, que parecem construir fragmentos de complexos mágico - religiosos, cuja textura completa e significado preciso aparecem apenas em alguns casos raros.

A Festa de Espiga é um acontecimento que está imbuído de um grande significado ao nível das manifestações tradicionais das nossa gentes, uma vez que revela aspectos verdadeiramente ancestrais que estão relacionados com as nossas próprias raízes culturais e que, portanto, nos leva a Ter uma atitude bastante mais reflexiva em relação à nossa própria identidade como seres humanos e sociais que somos..

No Sul do País a data é conhecida pela designação de "Dia da Espiga"; as pessoas saem para os campos, para apanharem uma espiga de trigo e um ramo de oliveira, que hão-de compor o ramo da Espiga. Para além destas espécies, o ramo é composto ainda de espigas de outros cereais - centeio, cevada, aveia, etc. e, também rosas, papoilas, malmequeres, margaridas, ou outras flores silvestres. Este ramo, em número de combinações variáveis conforme as localidades, pendura-se dentro de casa e ai se conserva durante um ano, até ser substituído pela "espiga" do ano seguinte, e a que, colhida nesse dia, se associa uma ideia expressa de virtude benfazeja.

Em Salir, o "Dia da Espiga", que de alguma forma marca o início da época das colheitas, assume uma importância especial, uma vez que se aproveita esta data, para levar até ao grande público, as manifestações tradicionais mais características desta Freguesia rural. Os intervenientes no cortejo preparam com uma certa antecedência os seus carros e vão oferecendo, ao longo da rua principal, alguns dos produtos que transportam.

Por outro lado, é ideia da Junta de Freguesia realizar uma Feira de Artesanato e de produtos agrícolas em complemento com o cortejo por forma a que se possa apreciar devidamente os produtos agrícolas e o artesanato típicos desta Terra.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Dia da Espiga (2009) - Percorrer os campos de Fanadia com Radio 94.8 FM

Imagen cortesia - Alda.viveroutravez
Som 94.8 FM

Ola passengers !
O Dia da Espiga foi celebrado esta tarde na Fanadia, na freguesia de São Gregório, nas Caldas da Rainha.
A iniciativa já é repetida há mais de uma década. Após a caminhada ao longo de uma hora, em que se colhe espigas de vários cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo, a que se chama de espiga, segue-se um convívio oferecido pela gerencia do Fanatequilla Kafé.

105 Foi o numero de pessoas que se apresentaram em Fanadia para apanhar a espiga com Alice e Ramiro, este 21 de Maio de 2009.

Dia da espiga

Hoje foi o dia da espiga, e a minha amiga Alice todos os anos promove um grande convívio, que começa com uma caminhada pelos campos onde os participantes apanham a espiga. Depois segue-se os comes e bebes com música para dançar que vai pela noite dentro. Compareceram 105 pessoas, havia muita comida, muitos doces, estava tudo muito bom! Obrigado à Alice e a todos os que colaboraram nesta iniciativa, para se manter a tradição dos tempos antigos.
A Alice convidou-me o ano passado mas não pude ir, mas desta vez fiz todos os possíveis e lá aparecemos eu o Zé Manel eram 19 horas! Petiscámos, e convivemos com toda aquela gente tão simpática, e até iam fazer uma pausa para ver a Grande Entrevista, e nós viemos cedo para casa para ver e gravar, para mais tarde recordar...

Vi e gostei, chorei, ri, enfim foram muitas as emoções...
A Manuela deu uma grande entrevista.
Orgulho-me de ser tua amiga... de sermos todas grandes amigas!!!




quarta-feira, 13 de maio de 2009

Ramiro anima um percurso pedestre de Fanadia até Fátima - A mensagem do Santuário de 1917



Ola Passengers !
Internet Kafé Imagens apresenta esta noite uma animacáo musical realizada com fotografias tiradas durante um percurso pedestre para viajar até o Santuário de Fatimá. 
Organizado pelo Fanatequilla Kafé em Abril de 2009, foi assim que Ramiro Gregorio animou um grupo de marchadores que deixou a Fanadia para uma marcha de 70 quilometros até o santuário no fim de descobrir alí uma mensagem historica vivida em 1917 pelos tres pastorinhos Lucía, Jacinta e Francisco...
SANTUÁRIO DE FATIMÁ 
Cinquentenário do Santuário de Cristo Rei 
A Imagem de Nossa Senhora do Rosário de Fátima que se encontra na Capelinha das Aparições vai sair do Santuário pela décima vez em 16/17 de Maio de 2009. 
Deslocar-se-á a Lisboa e a Almada, para estar presente nas Comemorações do Cinquentenário do Santuário de Cristo Rei, erguido em Almada, Diocese de Setúbal. 
Esta será a décima saída da Imagem da Capelinha das Aparições, sendo que a sexta ocorreu precisamente por ocasião da inauguração do Monumento a Cristo Rei, em 17.5.1959, momento em que foi concretizada a consagração de Portugal aos Corações de Jesus e Maria. 
Preside às celebrações, como Legado Pontifício, o Cardeal D. José Saraiva Martins 
A Mensagem de Fátima. 
A mensagem é um convite e uma escola de salvação. Foi iniciada pelo Anjo da Paz (1916) e completada por Nossa Senhora (1917). 
Foi vivida de maneira histórica pelos Três Pastorinhos – Lúcia, Francisco e Jacinta. 
A mensagem de Fátima sublinha os seguintes pontos: - a conversão permanente; - a oração e nomeadamente o rosário, - o sentido da responsabilidade colectiva e a prática da reparação. 
A aceitação desta mensagem traz consigo a Consagração ao Coração Imaculado de Maria, que é símbolo de um compromisso de fidelidade e de apostolado. 
As orações ensinadas em Fátima pelo Anjo e Nossa Senhora ajudam a viver a Mensagem, que, como disse João Paulo II, em Fátima em 1982, é a conversão e a vivência na graça de Deus...

Os mais lidos em WEB 2.0

Google+ Followers