sexta-feira, 28 de maio de 2010

Não há e não existe raça Portuguesa em Oeste...


Ola passengers !
A expressão raças humanas refere-se a um antigo conceito antropológico, fortemente criticado e em desuso, mesmo nesta disciplina, desde meados da década de 1950, que classifica populações ou grupos populacionais com base em vários conjuntos de características somáticas e crenças sobre ancestralidade comum.
As categorias mais amplamente usadas neste sentido restrito, baseiam-se em traços visíveis, tais como cor da pele, conformação do crânio e do rosto e tipo de cabelo, bem como a auto-identificação.
Em stricto sensu, não haveria por que se falar em raças humanas. Este conceito, agora desacreditado nos círculos científicos, era popular no século XIX, mas perdeu todo o interesse heurístico face ao desenvolvimento da genética na segunda metade do século XX.
CONCEITO
Concepções de raça (em taxonomia, raça é o mesmo que subespécie), bem como as formas específicas de agrupá-las, variam de cultura em cultura e através do tempo, e são freqüentemente controvertidas por razões científicas, sociais e políticas. A controvérsia, finalmente, gira em torno da questão de se as raças são ou não tipos naturais ou socialmente construídos, e o grau no qual diferenças observadas em capacidade e realizações, categorizadas em bases raciais, são um produto de fatores herdados (isto é, genéticos) ou de fatores ambientais, sociais e culturais.
Alguns argumentam que embora "raça" seja um conceito taxonômico válido em outras espécies, não pode ser aplicada a humanos. Muitos cientistas têm argumentado que definições de raça são imprecisas, arbitrárias, oriundas do costume, possuem muitas exceções, têm muitas gradações e que o número de raças descritas varia de acordo com a cultura que está fazendo as diferenciações raciais; assim, rejeitaram a noção de que qualquer definição de raça pertinente a humanos possa ter rigor taxonômico e validade.
Hoje em dia, a maioria dos cientistas estudam as variações genotípicas e fenotípicas humanas usando conceitos tais como "população" e "gradação clinal". Muitos antropólogos debatem se enquanto os aspectos nos quais as caracterizações raciais são feitas podem ser baseados em fatores genéticos, a idéia de raça em si, e a divisão real de pessoas em grupos de características hereditárias selecionadas, seriam construções sociais.
Não há e não existe raça Portuguesa...

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Observar a sustenbilidade na Ilha da Berlenga - Travessia de Barco em Peniche



Ola passengers !
Internet Kafé Imagens apresenta esta noite uma animacao video que mostra uma travessia virtual do porto de Peniche até a ilha da Berlenga...
Um desfile de imagens e de textos com a musica dos Magdelene's Dreams para observar a experiencia da sustenbilidade sobre o ilheu que conta com a participacao da agencia NASA...
Berlenga a caminho do desenvolvimento sustentável 
De modo a dotar a Ilha da Berlenga de capacidades de geração e armazenamento de energia a partir de fontes renováveis (eólica e fotovoltaica), bem como de produção de água potável e tratamento de águas residuais e resíduos sólidos, pretende-se implementar na Berlenga uma solução integrada e inovadora de um moderno conjunto de tecnologias actualmente disponíveis no mercado. 
Para o plano de investimentos, que poderá atingir os 2 milhões de euros, o Município de Peniche irá afectar 120 mil euros esperando-se que a este primeiro impulso se associem outras entidades. 
“Berlenga – Laboratório de Sustentabilidade”, resultou de um desafio lançado pelo Presidente da Câmara Municipal de Peniche, António José Correia, aquando da visita do Secretário Estado do Ambiente, Prof. Dr. Humberto Rosa à ilha da Berlenga, no âmbito das comemorações do XXV aniversário da Reserva Natural Marinha das Berlengas, promovidas pelo Município de Peniche no dia 3 de Setembro de 2006. 
A abertura, a sensibilidade e o empenho desde logo demonstrado pelo Senhor Secretário de Estado do Ambiente, resultou na formação de um grupo de empresas e instituições em torno de um projecto que pretende ser um marco ao nível do desenvolvimento sustentável nacional e sustentará a candidatura da Berlenga à Reserva da Biosfera, galardão internacional atribuído pela UNESCO. 
A este conjunto de acções previstas junta-se o Plano de Ordenamento da Reserva Natural das Berlengas, em fase de elaboração, que no seu todo irão valorizar de modo significativo a ilha da Berlenga enquanto âncora de desenvolvimento regional. 
O projecto “Berlenga – Laboratório de Sustentabilidade”, engloba diversas empresas / instituições nacionais e internacionais, nomeadamente o Centro para a Prevenção da Poluição (C3P), a Câmara Municipal de Peniche, o Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB), EDP – Energias de Portugal, EFACEC, AdP - Águas de Portugal, ISQ - Instituto de Soldadura e Qualidade, INESC Porto - Instituto de Engenharias de Sistemas e Computadores do Porto, INETI - Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação, Galp Energia, NASA - National Aeronautics and Space Administration, e Marinha Portuguesa. 
De modo a atestar a participação deste conjunto de relevantes empresas e instituições nacionais e internacionais, num verdadeiro espírito de responsabilidade social, foi realizado no dia 5 de Julho 2009, no Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional a cerimónia de assinatura da carta de compromisso. 
Esta cerimónia foi presidida pelo Senhor Secretário de Estado do Ambiente e contou com a presença do Senhor Embaixador dos EUA e dos mais altos representantes das empresas e instituições envolvidas no projecto. A cerimónia de assinatura foi seguida de uma visita à ilha Berlenga,onde foi apresentado o Projecto...
COMO IR ATÉ A ILHA DA BERLENGA ? 
 Situada a 11 quilómetros de Peniche, a ilha da Berlenga constitui, com os ilhéus dos Farilhões, das Estelas e das Forcadas, o arquipélago das Berlengas. 
Medindo aproximadamente 1500 metros de comprimento e 800 de largura, a ilha da Berlenga tem uma altura máxima de 85 metros e é formada por granito rosa, ao passo que as restantes ilhas são constituídas por xisto e gneisse. 
O Furado Grande, que atravessa a ilha de um lado ao outro, desemboca numa vasta baía coberta por uma gigantesca abóboda de pedra, a que chamam Cova do Sonho, e que é uma verdadeira obra-prima da natureza.
Várias empresas realizam a travessia de barco entre Peniche e a ilha da Berlenga, com diferentes horários e programas: 
Viamar 
Travessa Nossa Senhora da Conceição, 29
Tel.: 262.785.646 - Fax: 262.783.847
Ida e volta no mesmo dia: adultos, 15 euros; crianças de 5 a 12 anos, 10 euros; até 5 anos, grátis.
15 de Maio a 30 de Junho: partidas às 10 horas de Peniche e às 16.30 da Berlenga.
1 de Julho a 31 de Agosto: partidas às 9.30, 11.30 e 17.30 de Peniche e às 10.30, 16.30 e 18.30 da Berlenga.
1 a 15 de Setembro: partidas às 10 horas de Peniche e às 16.30 da Berlenga.

Os mais lidos em WEB 2.0

Google+ Followers